Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘parceiros’ Category

Na próxima sexta feira, dia 22 de agosto, ocorrerá o primeiro Cine Coque Vive, às 15h, na Bilioteca Popular do Coque. A ação é promovida pelo MABI (Movimento Arrebentando Barreiras Invisíveis) e pelo Observatório de Favelas, com apoio do projeto de extensão do Departamento de Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco que atua no bairro. O Cine Coque Vive consiste na exibição de vídeos seguidos de debates, com temáticas variadas. Inicialmente, pretende-se discutir os marcos conceituais da atuação do Observatório de Favelas, tais como Direitos Humanos, Redes Sociais, Teritório e outros.

Nesta sexta, serão exibidos dois filmes do projeto Mediálogo, produções de jovens da comunidade do Coque e de jovens de um bairro nobre do Recife, nas quais cada grupo apresenta a visão que tem do outro, numa espécie de vídeo-carta. O Mediálogo é uma iniciativa da ABA – Associação Brasil América. O vídeo realizado no Coque, intitulado Desclassificados, foi feito durante a oficina Leitura das Mídias, que integra o Projeto Redes de Valorização da Vida, realizado em Recife e no Rio de Janeiro pelo Observatório de Favelas. A temática do filme versa sobre representações acerca dos espaços populares, primeiro tema do Cine Coque Vive. O evento é aberto ao público.

Cine Coque Vive
Onde: Biblioteca Popular do Coque. Rua Centenário do Sul, nº 70, Coque. Recife, PE
Quando: 22 de Agosto, a partir das 15h

Anúncios

Read Full Post »

Frente da biblioteca - Share on OviMisturas de sotaques e sincretismo de religiões, culturas e povos. A caravana “Arco-íris pela Paz” chegou no Coque. E junto com eles uma alegria ora eufórica e física, ora calma e espiritual ocupou cada um que se envolveu nos quatro dias de evento.

O primeiro dia de contato foi antecedido pela ânsia própria desses momentos especiais. Mas, o abraço que fomos convidados a nos dar logo no início da manhã de terça (18/03) esquentou o gelo com os desconhecidos.

Depois teve de tudo:
dança do ventre, dança de rua e a do “Ploc”;
Oficineiras pintando o muro da biblioteca - Share on Ovidança vinda dos quilombos e instrumento vindo lá da Austrália;
teve criança cantando pra natureza e menino batuqueiro com calo no dedo de tanto tocar…
teve gente levantando gente, jogando pra cima e pra baixo;
gente olhando no olho, falando com sinceridade, dando e recebendo carinho;
cantando pra sereia;
falando espanglês, falando portunhol;
fazendo malabarismo e bulindo com fogo…
aprendendo, ensinando: refletindo a PAZ.

A caravana se vai. É assim… mas não se vai por inteiro: deixa uma biblioteca linda, toda colorida pelas mãos delicadas de quem pinta com amor; deixa a batida dos tambores do coração ecoando aquela mesma vontade que uniu alfaias de maracatu com cânticos andinos; e deixa plantado, em cada um, a semente, que ainda é miúda, mas, que, com esperança vai crescer livre e espalhar ramas coloridas pelo Coque, pelo CAC, pelo Recife, pelo mundo, com as 7 cores que são na verdade um só arco-íris: o arco-íris pela paz.

Texto de Chico Ludemir

Read Full Post »

Parabéns para o NEIMFA, essa Casa linda, com o rio que atravessa a porta da frente, os mensageiros protetores que a circundam no alto e suas trombetas de boniteza, recebidas de presente do Oceano. Que o tempo continue sendo a dádiva secreta dos Irmãos Menores de Francisco de Assis!

Read Full Post »